5 Propriedades do óleo de coco

Resultado de imagem para óleo de coco

5 Propriedades do óleo de coco

O óleo de coco é um alimento rico em propriedades que o torna um alimento a ter em conta no dia-a-dia.
Possui uma combinação de ácidos graxos que nos pode trazer vários benefícios para a saúde.
Entre esses benefícios estão a perda de gordura, um melhor funcionamento do cérebro e vários benefícios.

1 O ÓLEO DE COCO TEM UMA COMBINAÇÃO ÚNICA DE ÁCIDOS GRAXOS COM PROPRIEDADES MEDICINAIS
O óleo de coco tem tido muito má fama no passado, já que é rico em gordura saturada. De fato, o óleo de coco é uma das fontes mais ricas em gorduras saturadas, com quase 90% dos ácidos graxos, que contém de procedência saturada.
No entanto, os últimos estudos mostram que as gorduras saturadas são inofensivas para a saúde, fazendo incapie em que não entopem as artérias.
O óleo de coco não contém as típicas gorduras saturadas que você encontra em o queijo e a carne.
Os ácidos graxos que contém o óleo de coco são triglicerídeos de cadeia média
Geralmente, a maioria de ácidos graxos que podemos encontrar nos alimentos são ácidos graxos de cadeia longa, mas os que tem o óleo de coco são de cadeia média, que são metabolizados de forma diferente em nosso corpo.
Estes ácidos gordos vão de maneira direta ao trato digestivo, onde são utilizados como fonte de energia rápida se tornam corpos cetónicos, os quais podem ter efeitos terapêuticos sobre os distúrbios cerebrais, como a epilepsia, a doença de Alzheimer.

2 AS POPULAÇÕES QUE TOMAM ÓLEO DE COCO SÃO AS MAIS SAUDÁVEIS DO PLANETA
O coco é um alimento que deve ser consumido por pessoas com especial interesse no cuidado de sua saúde.
Em algumas partes do mundo, o coco é um alimento básico na alimentação de muitos povos, como por exemplo, os habitantes de Tokelau, no Pacífico Sul.
Estas pessoas obtêm mais de 60% das calorias diárias dos cocos e são os maiores consumidores de gordura saturada do mundo.

Resultado de imagem para óleo de coco
Essas pessoas têm uma saúde excelente, e não tem problemas de coração.
Outro exemplo de uma população que alimentos com grandes quantidades de coco e que tem uma excelente saúde são os Kitavans.

3 O ÓLEO DE COCO AJUDA A QUEIMAR MAIS GORDURA
Um dos maiores problemas de saúde que nós vivemos hoje, a nível mundial, é a obesidade.
Enquanto algumas pessoas pensam que a obesidade é apenas uma questão de calorias, outras, entre as quais me incluo, pensamos que a fonte dessas calorias também tem grande influência nisso.
Em um fato que os diferentes alimentos afetam o nosso corpo e os hormônios de diferentes maneiras. Neste sentido, uma caloria é uma caloria.
Os triglicerídeos de cadeia média, como colastrina funciona, que tem o óleo de coco ajuda-nos a aumentar mais gasto de energia em comparação com a mesma quantidade de calorias que as gorduras de cadeia mais longa.

4 AJUDA A MATAR AS BACTÉRIAS, VÍRUS E FUNGOS
Mais de 50% dos ácidos graxos que tem o óleo de coco são ácido dodecanoico.
Quando o óleo de coco é digierne enzimaticamente formou-se um francês elaborado chamado monolaurina.
Tanto o ácido dodecanoico como a monolaurina ajudam a matar patógenos negativos, como bactérias, vírus e fungos.
Foi possível demonstrar, em vários estudos, que essas substâncias conseguem matar bactérias como a Staphylococcus aureus ( uma doença muito perigosa ) e a levedura Candida Albicans, que é uma fonte comum de infecções fúngicas em seres humanos.

5 O ÓLEO DE COCO DIMINUI A FOME, FAZENDO COM QUE COMAMOS MENOS.
Outro aspecto positivo de comer óleo de coco é que nos ajuda a reduzir a fome.
Isto é devido à forma em que os ácidos graxos são metabolizados no nosso corpo, já que os corpos cetónicos têm um efeito redutor do apetite.
Em um estudo realizado, no qual participaram 6 homens saudáveis, todos eles alimentou com quantidades variáveis de triglicerídeos de cadeia média e longa.
Aqueles homens que comeram principalmente triglicéricos de cadeia média reduziram as calorias em 256 por dia.
Um outro estudo, realizado com 14 homens saudáveis utilizando Slim Power funciona descobriu que aqueles que comiam uma maior quantidade de triglicerídeos de cadeia média, à hora do pequeno-almoço, reduziram-se de forma importante as calorias na próxima refeição.
Estes estudos eram pequenos e só foram realizados em um curto período de tempo. Se estes benefícios podem confirmar em períodos de tempo mais longos da perda de peso que você pode ganhar pode ser importante.